Donar
Todo dia deveria ser o “Dia da Internet Segura” Thumbnail
‹ Atrás
Cifrado 11 Febrero 2020

Todo dia deveria ser o “Dia da Internet Segura”

Diego Rafael Canabarro
Por Diego Rafael CanabarroSenior Regional Policy Manager - Latin America and the Caribbean

O “Dia da Internet Segura” é uma oportunidade em que pessoas e organizações de todo o mundo se unem em torno de atividades e eventos que buscam contribuir para que a Internet seja mais segura. Estou feliz de poder participar das atividades organizadas pelo hub brasileiro nesse processo, onde o tema da criptografia em nossa região (América Latina e Caribe) será discutido em um dos painéis.

É ótimo ter um dia dedicado exclusivamente à construção de uma Internet mais segura para todos; porém, para a maioria daqueles que trabalham no campo da segurança digital, todo dia é dia de trabalhar para esse fim. Não poderia ser diferente para a Internet Society: nossa comunidade global de capítulos, membros, parceiros e apoiadores, bem como o staff da organização, todos estamos  profundamente comprometidos com uma Internet aberta, conectada globalmente, segura e confiável para todos. Não é à toa que nosso Plano de Ação para o ano de 2020 tem como foco a construção de uma Internet maior e mais forte para todos.

A segurança digital é a base de nossas economias e sociedades em uma era interconectada – e a criptografia, por sua vez, é a base da segurança digital. Ele protege a integridade, confidencialidade e autenticidade de dados e comunicações. E, como diz uma colega, “quando falhamos em proteger dados, falhamos em proteger pessoas”. Algumas pessoas lerão isso com ênfase em “pessoas”. Outras, com ênfase em “dados”. Mas, para defender de forma efetiva a segurança digital, é importante ler, também, o que está nas entrelinhas: é preciso proteger os elementos estruturais que formam o ecossistema da Internet. Isso significa proteger todos os produtos, serviços e aplicativos que conectam, direta ou indiretamente, as pessoas aos fluxos de dados e comunicação, como a Web, redes sociais e aplicativos de mensagens, bancos online, serviços de governo digital, plataformas de comércio eletrônico, sistemas corporativos na nuvem, entre outros. É inegável que quase tudo que toca nossa vida diária depende de tecnologias de criptografia.

Uma coisa é clara: as empresas e os consumidores se preocupam com a segurança de seus dados e comunicações privadas. Protocolos e serviços de criptografia (especialmente na modalidade de ponta-a-ponta) se tornaram uma tendência crescente na última década.[add footnote] A última auditoria “Online Trust” da Online Trust Alliance (OTA) constatou que, entre 2017 e 2018, cresceu de 52% para 93% a proporção de sítios Web (num universo de 1000 sítios avaliados) que usam criptografia em todas as sessões que iniciam. Além disso, uma recente pesquisa pela organização InnovationAus (envolvida com políticas públicas e de inovacão na Australia) concluiu que 40% das empresas participantes perderam oportunidades de negócio depois o país aprovou uma lei obrigando empresas nacionais a enfraquecer suas práticas de segurança digital de modo a apoiar o monitoramento realizado por órgãos estatais.

Ainda, é cada vez mais comum ver a criptografia sendo tratada um obstáculo à persecução penal, à segurança pública e até mesmo à segurança nacional. Mas quebrar ou enfraquecer a criptografia não é a solução. Embora essas abordagens possam resultar de um senso de urgência e de boas intenções por parte dos formuladores de políticas públicas, elas ameaçam a segurança do ecossistema digital como um todo. Isso é especialmente grave com aplicativos amplamente utilizados, de uso geral e prontos para uso. É importante reconhecer que, apesar das boas intenções, qualquer proposta comercial, política ou regulatória que envolva o enfraquecimento da criptografia fará mais mal do que bem, magnificando os riscos para os usuários da Internet. O enfraquecimento intencional da segurança digital pode ter consequências econômicas e políticas negativas que nem sempre são fáceis de entender e prever.

No “Dia da Internet Segura” precisamos mostrar ao mundo que a criptografia forte é essencial para que a Internet seja efetivamente mais segura para todas e todos. Voce pode participar do evento por meio de um  um hub local ou juntar-se a mim no Brasil (streaming disponível), onde discutirei o tema com outros especialistas no assunto.Mais ainda: se quiser trabalhar diariamente para ajudar na construção de uma Internet mais segura, junte-se ao movimento global de pessoas e organizações que apoiam a criptografia forte e torne-se um membro da Internet Society hoje mesmo. 

Deseja saber mais sobre criptografia? Aqui há um conjunto de materiais que podem ajudar:

Policy brief:
EN: https://www.internetsociety.org/policybriefs/encryption/
PT: https://www.internetsociety.org/wp-content/uploads/2016/06/ISOC-PolicyBrief-Encryption-Portuguese.pdf
SP: https://www.internetsociety.org/es/policybriefs/encryption/

Encryption brief:
EN: https://www.internetsociety.org/resources/doc/2018/encryption-brief/
PT: https://www.internetsociety.org/wp-content/uploads/2018/06/EncryptionBrief_Portuguese.pdf

‹ Atrás

Descargo de responsabilidad: Las opiniones expresadas en esta publicación pertenecen al autor y pueden o no reflejar las posiciones oficiales de Internet Society.

Artículos relacionados

Explicando a exclusão digital no Brasil
Explicando a exclusão digital no Brasil
Crecimiento de Internet9 Septiembre 2015

Explicando a exclusão digital no Brasil

A penetração da Internet no Brasil vem crescendo de forma constante ao longo dos últimos anos, um êxito digno de...

A criptografia nossa de cada dia
A criptografia nossa de cada dia
Generar confianza23 octubre 2019

A criptografia nossa de cada dia

Com que frequência você usa a criptografia? Pode parecer coisa de espiões, mas você vai ficar surpreso/surpresa quando souber que...

Únase a la conversación con miembros de Internet Society alrededor del mundo